Produção industrial recua 0,3% em fevereiro, informa IBGE

Foi a segunda queda mensal seguida. Ainda assim, no acumulado do ano a indústria registra alta de 4,3% e em 12 meses, de 1,0%

Estadão Conteúdo
03/Abr/2024
  • btn-whatsapp

A produção industrial caiu 0,3% em fevereiro ante janeiro, na série com ajuste sazonal, informou nesta quarta-feira, 3/4, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No acumulado do ano, a indústria registra alta de 4,3%. No acumulado em 12 meses, a alta é de 1,0%, ante avanço de 0,4% até janeiro.

Em relação a fevereiro de 2023, a produção subiu 5,0%. Nessa comparação, esse foi o resultado mais forte desde junho de 2021, quando houve crescimento de 12,1%.

Segundo André Macedo, gerente da pesquisa do IBGE, o avanço anual foi influenciado pela base de comparação baixa e pelo efeito calendário. O mês de fevereiro de 2024 teve 19 dias úteis, um dia útil a mais do que fevereiro de 2023.

PERDAS

A queda de 0,3% na produção industrial em fevereiro ante janeiro fez o setor acumular uma perda de 1,8% em dois meses seguidos de recuos. No mês anterior, a produção tinha diminuído 1,5%.

Considerando apenas meses de fevereiro, a retração foi o pior desempenho desde 2021, quando houve queda de 1,5%. "Esses dois resultados negativos em sequência eliminam parte do saldo positivo de 2,7% que vinha sendo acumulado entre agosto e dezembro de 2023", disse Macedo

CATEGORIAS

A produção da indústria de bens de capital subiu 1,80% em fevereiro ante janeiro. Na comparação com fevereiro de 2023, o indicador avançou 5,30%.

Em relação aos bens de consumo, a produção registrou alta de 1,30% na passagem de janeiro para fevereiro. Na comparação com fevereiro de 2023, houve aumento de 5,40%.

Na categoria de bens de consumo duráveis, a produção subiu 3,60% em fevereiro ante janeiro. Em relação a fevereiro de 2023, houve alta de 9,30%.

Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve alta de 0,40% na produção em fevereiro ante janeiro. Na comparação com fevereiro de 2023, a produção subiu 4,80%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção caiu 1,20% em fevereiro ante janeiro. Em relação a fevereiro de 2023, houve alta de 5,10%.

REVISÃO

O IBGE revisou o resultado da produção industrial em janeiro de 2024 ante dezembro de 2023, de uma redução de 1,6% para queda de 1,5%.

A taxa de dezembro ante novembro foi revista de aumento de 1,6% para alta de 1,5%.

O resultado de bens de capital em janeiro ante dezembro passou de alta de 5,2% para aumento de 9,3%.

Em bens intermediários, a taxa de janeiro ante dezembro saiu de queda de 2,4% para recuo de 2,7%.

Nos bens de consumo duráveis, o resultado de janeiro ante dezembro passou de alta de 1,4% para aumento de 1,5%.

Nos bens de consumo semi e não duráveis, a taxa de janeiro ante dezembro foi revista de queda de 1,0% para recuo de 0,4%.

 

IMAGEM: Freepik

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas