Prêmio Rodovalho e o aniversário da ACSP

O empreendedor francês Alexandre Allard recebeu a premiação este ano pela criação do complexo Cidade Matarazzo

Alfredo Cotait Neto
09/Dez/2022
presidente da CACB e Facesp
  • btn-whatsapp

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) comemora 128 anos de sua fundação mantendo, ao longo desse período, os princípios e ideais de seus fundadores e daqueles que a dirigiram por esses anos.

Fundada por 300 empresários, liderados por Antônio Proost Rodovalho, que foi seu primeiro presidente, a entidade tinha por objetivo congregar os empresários e defender o fortalecimento do empreendedorismo.

Sua filosofia se baseava na livre iniciativa como instrumento para o desenvolvimento econômico e social do país, e na defesa da democracia como garantia da liberdade individual e da igualdade de oportunidades.

Seus valores: tradição com modernidade, ética como princípio, responsabilidade, solidariedade, crença na capacidade do povo brasileiro e confiança no futuro.

Em conjunto, a Companhia Melhoramentos e a ACSP decidiram, em 1992, criar um prêmio de estímulo ao empreendedorismo que homenageasse figuras de destaque no campo empresarial, que contribuam para o desenvolvimento econômico, político, cultural e social. Decidiram dar ao prêmio o nome de Antônio Proost Rodovalho, fundador das duas organizações, e exemplo de empreendedor preocupado não apenas em produzir, gerar riqueza e emprego, mas também com visão política e atuação social.

Antônio Proost Rodovalho fundou ou participou de inúmeras empresas e instituições, transformou Caieiras em um polo industrial, foi ousado e inovador no campo empresarial, sem deixar de participar de atividades sociais como provedor da Santa Casa de Misericórdia e outras entidades, e se destacou também na atividade política, como líder frequentemente consultado por autoridades e personalidades.

Neste ano, a escolha da ACSP e da Melhoramentos para receber o Prêmio Antônio Proost Rodovalho recaiu sobre um grande empreendedor cultural, Alexandre Allard, que realizou diversos projetos de sucesso em sua terra natal, a França, restaurando edifícios antigos, modernizando-os, mas preservando a tradição.

Com sua visão sonhadora, mas realizadora, Alexandre Allard vem se dedicando no Brasil nos últimos anos a um grande empreendimento, a Cidade Matarazzo, onde funcionava antes o complexo hospitalar Umberto Primo, conhecido como Hospital Matarazzo.

Trata-se de um empreendimento que une o histórico com o contemporâneo. Passado, presente e futuro reunindo cultura, gastronomia, hospitalidade, moda e religião, em um único espaço, que preserva a natureza e oferece a oportunidade de negócios e lazer.

Talvez a definição que melhor defina esse complexo arquitetônico seja a de que a Cidade Matarazzo é um lugar gerador de emoções, onde tudo é belo e tudo possível.

Ao conceder o Prêmio Antônio Proost Rodovalho a Alexandre Allard, a ACSP e a Companhia Melhoramentos valorizam não apenas sua visão de empreendedor e sua contribuição a São Paulo com a construção da Cidade Matarazzo, mas também sua demonstração de confiança no Brasil em um momento de incertezas, que certamente serão superadas pelo dinamismo, determinação e coragem dos empresários, como demonstra o exemplo do homenageado. 

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

Rodrigo Garcia defende tributação no destino para por fim à guerra fiscal

Rodrigo Garcia defende tributação no destino para por fim à guerra fiscal

Haddad pretende acelerar devolução de créditos do ICMS às empresas

Ciro propõe pacto de cooperação entre governo e empresários

Colunistas