São Paulo, 23 de Fevereiro de 2017

O comércio de material de construção também apresentou retração de 12,1% em relação a igual mês de 2016, segundo a Serasa Experian

comentários

O segmento de alimentação, que inclui bares e restaurantes, terá a maior fatia do montante previsto para 2017, R$ 3,31 bilhões, de acordo com CNC

comentários

O setor de equipamentos de informática e periféricos registrou a maior queda, de 20,3%, de acordo com a Abinee

comentários

A alta foi 0,5% em relação ao ano anterior. No caso de MEIs, o aumento foi de 4,5%, no período, de acordo com a Boa Vista

comentários

Mas para o varejo em geral, a data não é um evento comercial, uma vez que as pessoas viajam, como afirma Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)

comentários

A cidade de São Paulo, maior mercado imobiliário do País, teve alta mensal de apenas 0,01% nos preços anunciados dos imóveis

comentários

Em 12 meses, no entanto, os pedidos ainda acumulam crescimento de 11,1% em relação aos 12 meses anteriores

comentários

Fundo voltou às compras no país ao investir em uma fatia minoritária na FS, de soluções de segurança e serviços para celulares

comentários

A expectativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) é de recuperação gradual das vendas e estabilidade a partir do segundo semestre

comentários

Foram 147.229 unidades vendidas no primeiro mês de 2017, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, o menor volume para meses de janeiro desde 2006

comentários

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11