São Paulo, 28 de Abril de 2017

O ministro Henrique Meirelles informou que setores que fazem uso intensivos de mão de obra continuarão com o benefício. Para Alencar Burti, presidente da ACSP, fim da desoneração vem em momento inoportuno

comentários

O Supremo julgou improcedente ação de empresa que pedia mudança na base de cálculo da contribuição patronal

comentários

Ministério da Fazenda confirmou que terá que adotar medidas para garantir o cumprimento da meta fiscal e cobrir o rombo de R$ 58,1 bilhões do orçamento

comentários

Atualmente, 54 setores são beneficiados pela medida que vigora desde 2011, entre eles, tecnologia da informação, hoteleiro, construção civil, call center e transportes.

comentários

Devem utilizar essa opção os contribuintes que receberam valores envolvendo pensões em geral, ações trabalhistas e aposentadoria, por meio de depósitos judiciais

comentários

A estimativa é da consultoria de risco Eurasia, que aposta que essa será a saída do governo, pois há pouca margem de manobra para redução de gastos

comentários

Se fossem consideradas apenas as receitas obtidas com tributos, o resultado seria negativo

comentários

Se trabalho terceirizado comprovar vínculo com empresa contratante, Justiça pode dar ganho de causa para o trabalhador, de acordo com especialistas

comentários

“Impostos, uma vez que sobem, jamais caem”, afirma Alencar Burti, presidente da ACSP e da Facesp, ao comentar a hipótese de elevação de tributos pelo Ministério da Fazenda

comentários

Pessoas físicas que alugam imóveis para pessoas jurídicas são os principais alvos da fiscalização da Receita Federal

comentários

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11