São Paulo, 28 de Maio de 2017

Montante é quase três vezes maior do que o observado no mesmo intervalo de 2016, de acordo com a Anbima

comentários

Mesmo diante de taxas mais regulares, o consumidor deve evitar essas linhas de crédito, principalmente, a do cheque especial

comentários

Entre 2015 e 2016, as provisões do banco para cobrir o não pagamento de dívidas subiram 524%

comentários

Daqui para frente, a intenção de redução do gastos afeta compras no supermercado, roupas e lazer, de acordo com a CNDL e SPC Brasil

comentários

O saldo negativo em março é 199% maior que o visto em fevereiro, mas 7,1% inferior ao registrado no mesmo período de 2016

comentários

Passado o período de intensa retração da atividade econômica, as empresas passam a esboçar sinais mais sólidos de recuperação, de acordo com a Boa Vista SCPC

comentários

Essa modalidade de crédito, prevista pela Caixa, terá 48 meses de prazo para pagamento e taxas de até 3,5% ao mês

comentários

Para Marcel Solimeo, diretor do Instituto de Economia da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), novas regras podem, inclusive, favorecer o consumidor

comentários

Para quem não tem dívidas, especialistas mostram que deixar a declaração para o final do prazo pode ser vantajoso, pois o valor é corrigido pela Selic

comentários

A partir de agora, o consumidor que entrar nessa modalidade será migrado automaticamente pelo banco para uma linha de crédito pessoal, que tem juros menores

comentários

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11