São Paulo, 22 de Julho de 2017

O agravamento da crise política a partir da segunda quinzena de maio pode ter impactado o indicador, de acordo com a Serasa

comentários

O Indicador Antecedente Composto da Economia da Ibre/FGV caiu 1% entre maio e junho. O resultado mostra as incertezas com relação aos efeitos da crise política sobre o desempenho econômico

comentários

As reformas trabalhistas e Previdenciárias são tidas como necessárias para reerguer o país em relatório da Organização Mundial do Comércio

comentários

A projeção é da Instituição Fiscal Independente, ligada ao Senado, que vê a antecipação de pagamentos de precatórios como principal motivo do rombo

comentários

No acumulado do primeiro semestre foram abertos 67.358 postos de trabalho com carteira assinada segundo o Caged. Para Alencar Burti, presidente da ACSP, reforma trabalhista vai acelerar contratações

comentários

Relatório Focus, do Banco Central, indica ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 permanece em 8%, ante 8,50% de um mês atrás

comentários

A análise é de economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que projetam crescimento lento baseado na política econômica e nas reformas estruturais

comentários

Para o economista Carlos Geraldo Langoni, os juros mostram tendência clara de queda e o câmbio, relativa estabilidade. Isso sugere que o contágio da percepção de risco país pela tensão política foi baixo

comentários

Este é o menor patamar para o IBC-Br com ajuste desde janeiro (133,08 pontos). É o primeiro resultado da atividade econômica com influência da crise política, deflagrada em meados de maio

comentários

Para o próximo ano, porém, a estimativa foi reduzida por causa das incertezas políticas, que poderiam afetar a aprovação da reforma da Previdência

comentários

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11