Lançamentos que surpreenderam no Big Show 2016


Conheça as tecnologias para o varejo e os produtos inovadores lançados durante a maior feira do varejo, em Nova York


  Por Sérgio Teixeira Jr. 22 de Janeiro de 2016 às 07:00

  | Jornalista especializado em tecnologia e negócios, vive em Nova York (EUA)


Entre os lançamentos da NRF no Big Show 2016, a empresa britânica Catalyst, parte do grupo chinês Li & Fung, apresentou uma série de soluções baseadas nas etiquetas inteligentes, que usam a tecnologia RFID.

Considere uma loja em que todos os produtos tenham etiquetas inteligentes. A contagem do estoque pode ser feita manualmente, apenas caminhando junto às prateleiras – não é preciso escanear cada item individualmente, pois a comunicação é feita via ondas de rádio.

Outra opção é um robô desenvolvido pela Catalyst. Ele tem o formato de uma torre e pode ser programado para circular pela loja inteira no final do dia, recolhendo informações atualizadas sobre o estoque.

Segundo a Catalyst, a precisão da contagem de estoque via etiquetas RFID é superior a 97% -- ante 75% quando o escaneamento é manual.

Outro produtos que a Catalyst apresentou na feira, visto no vídeo abaixo, é um display que exibe informações detalhadas sobre os produtos colocados sobre um base leitora. 

CHECKOUT AUTOMÁTICO

Já a empresa americana Datalogic desenvolveu um sistema de checkout inteiramente automatizado. Basta colocar os produtos na esteira. Tudo é escaneado em três dimensões e adicionado à conta.

Caso o scanner não consiga ler o código de barras (se o código estiver virado para baixo, por exemplo), o sistema reconhece a embalagem pelo formato e pela imagem.

Um operador de caixa consegue escanear entre 15 e 30 produtos por minuto. No sistema desenvolvido pela Datalogic, o limite é a velocidade de colocação dos itens na esteira (a empresa estima até 60 produtos por minuto, ou um por segundo).

Ainda é necessária a presença de um operador, para registrar produtos não-embalados, como frutas e verduras, e para ajudar no empacotamento.

Mas a rede italiana de supermercados Esselunga já adotou a tecnologia em algumas de suas lojas, substituindo quatro caixas tradicionais por um único checkout automatizado.

RASTREAMENTO DE CLIENTES

A empresa americana Nomi apresentou no Big Show 2016 uma nova versão de seu sistema de rastreamento de clientes dentro de espaços físicos.

As câmeras, que usam duas lentes – chamadas lentes estéreo --, possibilitam que cada cliente seja acompanhado invidualmente em toda sua trajetória pela loja.

 O software pode mapear, por exemplo, quais as prateleiras mais visitadas. Outro uso é a administração dos caixas: com informações em tempo real, o gerente pode determinar a abertura ou fechamento das filas de checkout.

CADEIRINHA DE BEBÊ MODERNA

A 4Moms, uma startup de Pittsburgh, apresentou no iLab, a área de produtos  inovadores do Big Show, o que a empresa descreve como a primeira cadeirinha de bebê para carros inteiramente automatizada. A tecnologia está toda na base que é afixada ao assento.

O usuário apenas faz a instalação inicial, e depois todos os ajustes de distância dos bancos e ângulo da base de suporte são feitos automaticamente. Quando a cadeirinha está encaixada no suporte, os ajustes são checados a cada dez segundos para garantir que a base não saiu do lugar.

A cadeira deve começar a ser vendida em meados do ano, por 500 dólares.