São Paulo, 07 de Dezembro de 2016

/ Negócios

[INFO] Conheça o perfil dos passageiros que viajam a negócios
Imprimir

Eles não perdem nem um minuto, estão sempre conectados e dizem que amam seu trabalho. Em tempos de conectividade, saiba o que fazem esses viajantes no aeroporto e durante o voo

Uma pesquisa recente conduzida pela Virgin Atlantis, companhia aérea britânica, revela que para cada dólar investido em uma viagem de negócios, a empresa tem um retorno de aproximadamente US$ 10 em receita e US$ 2,5 em novos negócios.

Na era da conectividade, quando as fronteiras entre trabalho e lazer se cruzam, ninguém desgruda mais do celular. O tempo diário conectado ao dispositivo no Brasil, Estados Unidos e China de 149 minutos, 151 e 170, respectivamente, já supera o gasto com a televisão.

Hoje, a tecnologia permite que uma pessoa trabalhe em qualquer lugar, inclusive a bordo de um avião, o que vai de encontro com a recente diretriz da Anac (Agência Nacional de Aviação civil), que pretende liberar até o final do ano o uso de aparelhos eletrônicos durante os vôos. Isso significa que os passageiros poderão manter ligados durante suas viagens celulares, tablets,videogames, notebooks e leitores de livros digitais. Esta já é uma realidade desde 2013 nos Estados Unidos, ano em que foram realizadas no país cerca de 452 milhões de viagens de negócios, uma media de 1,2 milhões por dia.

O estudo investigou  o perfil desse viajante de negócios e como ele aproveita o seu tempo. Confira no infográfico as principais descobertas:

 



Para Richard Branson, do Grupo Virgin, “divirta-se” é o lema nos negócios e na vida. Veja como ele usou este mandamento para construir um império

comentários

Estudo sobre comportamento de consumo em crises econômicas revela que hábitos como trocar marcas, cortar produtos e adiar gastos podem perdurar durante anos

comentários

Em média, os entrevistados disseram ter lido 2,5 livros nos últimos três meses, mas leram só 1 do começo ao fim, segundo pesquisa do Instituto Pró-Livro

comentários