São Paulo, 24 de Julho de 2017

/ Negócios

Indústria têxtil perdeu 49 mil vagas em três anos em SP
Imprimir

Com o enxugamento, o setor saiu de quase 530 mil vagas em 2013 para 482 mil ao final de 2016, de acordo com dados do Sinditêxtil-SP

O setor têxtil e de confecção no Estado de São Paulo registrou uma perda de 49 mil postos de trabalho nos últimos três anos, de acordo com levantamento do Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo (Sinditêxtil-SP).

Com o enxugamento, o setor saiu de quase 530 mil vagas em 2013 para 482 mil ao final de 2016.

LEIA MAIS: 353 confecções fecharam as portas até setembro em São Paulo

A expectativa do sindicato, porém, é mais otimista para 2017. A projeção é de uma retomada na geração de empregos, embora insuficiente para compensar a redução dos últimos anos. O Sinditêxtil acredita na criação de 3 mil postos de trabalho em 2017.

O setor em São Paulo faturou R$ 28,3 bilhões no ano passado, praticamente estagnado ante os R$ 28 bilhões de 2015. A estimativa é de um crescimento em 2017 para R$ 30 bilhões.

LEIA MAIS: As confecções lançaram a coleção de inverno. Cadê os lojistas?

FOTO: Thinkstock



Pesquisa inédita do Sebrae mostra que os encargos trabalhistas e a complexidade da legislação são os principais entraves para novas contratações

comentários

Apesar de ainda apresentarem saldo negativo em todo o país, diversos segmentos do setor vêm registrando recuperação na geração de empregos

comentários

Homologações no Sindicato dos Comerciários de SP somaram 28.218, número 10% superior ao de igual período de 2016

comentários