São Paulo, 30 de Maio de 2017

/ Negócios

Confiança do comerciante sobe 1% em fevereiro
Imprimir

Apesar da leve alta, o indicador ainda está abaixo da zona de indiferença, de acordo com a CNC

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) avançou 1% em fevereiro em relação a janeiro, com ajuste sazonal, alcançando 95,5 pontos, informou nesta terça-feira (21/02), a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Na comparação com fevereiro de 2016, a confiança dos comerciantes aumentou 18,6%. Apesar da alta, o indicador ainda está abaixo da zona de indiferença (100 pontos).

Na avaliação da CNC, isso "ainda indica atenção por parte dos comerciantes em relação às condições do mercado de trabalho e restrição de renda das famílias".

Em nota, a economista da CNC Izis Ferreira destacou que o avanço das medidas de ajuste no Congresso Nacional, desaceleração da inflação e queda dos juros básicos estão por trás do aumento da confiança dos empresários do comércio.

"As vendas do comércio em 2017 devem experimentar ritmo menos intenso de queda, com relativa estabilidade", diz a nota da CNC.

O subíndice que mede as condições atuais ficou em 61,8 pontos, enquanto o indicador que mede as expectativas registrou 141,7 pontos. Só que o indicador das condições atuais avançou mais rapidamente: 6,1% em fevereiro sobre janeiro. Já o indicador de expectativas subiu 0,8% na mesma comparação.

FOTO: Thinkstock



Intenção de renovar estoques cresce no comércio por dois meses seguidos. Aumento nas vendas de Páscoa e no Dia das Mães ajudou a reduzir a estocagem de produtos

comentários

A percepção dos varejistas em relação às condições atuais da economia também melhorou. O aumento foi 9,4% no período

comentários

O aumento foi 11,1%. De acordo com os dados da CNC, a desaceleração da inflação, a queda dos juros e a liberação de recursos de contas inativas do FGTS estimularam a trajetória positiva

comentários