São Paulo, 23 de Abril de 2017

/ Leis e Tributos

Receita elimina formulários de papel de regime especial de exportação
Imprimir

A habilitação e procedimentos administrativos do Recof-Sped serão totalmente digitais

A Receita Federal passou a permitir a utilização de formulários digitais pelas empresas que exportam por meio do Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado do Sistema Público de Escrituração Digital (Recof-Sped). 

Agora não será mais necessário utilizar formulários de papel para solicitação de habilitação no regime especial, para deixar de utilizar o regime, além de outros procedimentos administrativos. 

"O uso de formulários digitais proporcionará ganhos expressivos de eficiência e agilidade nos procedimentos administrativos para adesão ao Regime, bem como a sua gestão, facilitando seu uso de forma integrada aos procedimentos no Portal Único do Comércio Exterior", diz a Receita por meio de nota.

A expectativa do Fisco é que o uso de formulários digitais incentive um maior número de empresas a se habilitarem no sistema.

O Recof-Sped foi criado em 2015. Segundo a Receita, as mudanças propostas pelo regime flexibilizaram alguns critérios para habilitação, como a redução do patrimônio líquido exigido, que passou de R$ 25 milhões para R$ 10 milhões, a redução no volume mínimo anual de exportações exigido, que passou de US$ 10 milhões para US$ 5 milhões, e a dispensa de um software aberto e auditável para controle dos insumos em toda a cadeia produtiva.

IMAGEM: Thinkstock

 



Sergey Akopov, embaixador russo, disse que incidente com a carne brasileira não afetou relação comercial com o País

comentários

A implantação de certificados online promete reduzir os prazos para emissão de documentos de três dias para 30 minutos

comentários

José Augusto de Castro, da AEB, acredita que país vai enfrentar eventuais cancelamentos e possíveis reduções de preços

comentários