São Paulo, 24 de Julho de 2017

/ Leis e Tributos

Governo paulista libera R$ 612 milhões em créditos da Nota Fiscal
Imprimir

Pela primeira vez será possível resgatar os valores por meio de aplicativos para smartphone e tablet

Na próxima segunda-feira, 17/04, a Secretaria da Fazenda irá liberar R$ 612 milhões em créditos da Nota Fiscal Paulista para os participantes do programa. Para consumidores e condomínios serão distribuídos R$ 555 milhões. As entidades sem fins lucrativos terão R$ 57 milhões em créditos para resgate.

São créditos relativos às notas fiscais de compras realizadas no primeiro semestre de 2016.  

Pela primeira vez os consumidores poderão resgatar seus créditos utilizando o aplicativo (app) da Nota Fiscal Paulista. Basta acessar o app pelo tablet ou smartphone, digitar o CPF/CNPJ e senha cadastrada e solicitar a opção desejada.

A Secretaria da Fazenda alerta para o contribuinte não utilizar aplicativos não oficiais. O aplicativo oficial está disponível para os sistemas iOS e Android.

Os usuários cadastrados no sistema que preferirem também poderão transferir os valores diretamente na página da Nota Fiscal Paulista na internet. Em ambas as opções os valores serão creditados na conta indicada em até 15 dias.

Os créditos da Nota Fiscal Paulista permanecem à disposição dos consumidores por cinco anos a contar da liberação e podem ser utilizados a qualquer momento dentro desse período.

PROGRAMA DA NOTA FISCAL

A Nota Fiscal Paulista foi criada em 2007 como parte do Programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do governo do Estado de São Paulo. 

O sistema distribui até 30% do ICMS efetivamente recolhido pelos estabelecimentos comerciais aos consumidores que solicitam o documento fiscal e informam CPF ou CNPJ, proporcional ao valor da nota.

A devolução é feita em créditos que podem ser acompanhados pela internet e utilizados para pagamento do IPVA ou resgatados em dinheiro. 

O programa conta com 19 milhões de participantes cadastrados e, desde seu início, soma mais de 51 bilhões de documentos fiscais processados na Fazenda. 

No total, a Nota Fiscal Paulista devolveu aos participantes do programa R$ 15,4 bilhões, sendo R$ 13,8 bilhões em créditos e mais de R$ 1,5 bilhão em prêmios nos 101 sorteios já realizados.



Secretaria da Fazenda de São Paulo vai classificar contribuintes com notas de risco. Os melhores posicionados terão tratamento diferenciado

comentários

Contribuintes paulistas poderão parcelas dívidas com ISS, IPTU, IPVA. IPTU e taxas, como a de Fiscalização de Estabelecimentos, com redução de multas e juros no pagamento em parcela única

comentários

André Horta, secretário de Tributação do Rio Grande do Norte e presidente do Comsefaz, critica o privilégio da União na partilha de receitas tributárias. É preciso dividir um pouco com os Estados

comentários