São Paulo, 24 de Abril de 2017

/ Leis e Tributos

|ESPECIAL|O que você e sua empresa precisam saber sobre a nova Lei do Zoneamento
Imprimir

Leia um guia didático e detalhado sobre as mudanças contidas na nova regulamentação urbana da metrópole paulistana e assista aos depoimentos e reportagem em vídeos

O Diário do Comércio publica, em parceria com o Conselho de Política Urbana (CPU) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), um especial multimídia didático e esclarecedor sobre qual será, na prática, o impacto da nova Lei do Zoneamento nos negócios paulistanos.

O especial, ilustrado por vídeos com reportagens e entrevistas, contém um guia que esmiuça em detalhes como se dará, na prática, a implementação da nova regulamentação urbana e relata as conquistas da entidade no sentido de enfatizar o papel relevante da atividade comercial e da livre iniciativa para futuro desenvolvimento da metrópole.

O Conselho de Política Urbana (CPU) acompanhou, passo a passo, todas as fases da revisão do zoneamento.

Simplificação, desburocratização, regularização e formalização foram os princípios que nortearam os debates na Associação. Com base neles, o Conselho colheu e analisou sugestões que foram encaminhadas à Prefeitura e a Câmara Municipal durante o processo de revisão da nova lei.

O especial também dá acesso a dois serviços indispensáveis para a regularização das empresas de São Paulo, que a ACSP acaba de lançar.

É o ACFormaliza, que oferece consultoria de Viabilidade de Funcionamento e apoio na obtenção de Licença de Funcionamento junto à prefeitura.

Para acessar o multimídia, basta clicar na imagem abaixo:

 

 



Estimativas apontam para aumentos de até 15% no preço final dos imóveis com a vigência do novo Plano Diretor e a Lei de Zoneamento de São Paulo

comentários

A partir de agora, as atividades classificadas pela lei de Uso e Ocupação de Solo estão vinculadas à listagem de códigos CNAE

comentários

Minuta do decreto ficou disponível para consulta pública, mas texto não trouxe a legislação vinculada à listagem da classificação de atividades econômicas

comentários