São Paulo, 19 de Janeiro de 2017

/ Gestão

Bancos líderes em reclamações dão explicações ao Banco Central
Imprimir

Caixa Econômica Federal é número um em reclamações de clientes feitas ao Banco Central, seguida pelo HSBC e pelo Santander

Grandes instituições financeiras que ficaram no topo da lista de reclamações de clientes, divulgada mais cedo pelo Banco Central, informaram por meio de suas assessorias de imprensa que têm procurado melhorar o atendimento. A Caixa Econômica Federal, que ocupou a primeira colocação do Ranking do BC, disse que valoriza as informações e críticas dos clientes e as utiliza como subsídio para melhoria e modernização dos processos de atendimento.

"A redução das reclamações e o aumento da solução em todos os canais internos e externos são prioridade do banco. A Caixa revisa permanentemente seus serviços e produtos para garantir a satisfação dos seus clientes", trouxe a nota da instituição. A Caixa recebeu mais de um terço de todas as queixas consideradas procedentes pelo BC em fevereiro: 887 de um total de 2.593. O índice da instituição caiu de 12,78 pontos em janeiro para 11,84 pontos no mês passado. Mesmo assim, o indicador está mais alto do que o de dezembro (10,84 pontos).

Já o HSBC, que ficou com a segunda colocação (8,29 pontos), informou que avalia todas as demandas recebidas pelos canais oficiais de atendimento e atua com o foco do cliente para estabelecer melhorias contínuas em seus serviços. "Com o cliente no centro de tudo, o banco tem realizado alterações significativas, principalmente, no modelo de gestão e atendimento e ressalta que segue os mais altos padrões de qualidade para atender os pontos levantados nas avaliações de seus clientes."

No caso do Santander, que ficou com a terceira posição, a assessoria destacou que o banco "tem trabalhado continuamente na melhoria dos seus processos, ofertas e atendimento, com o intuito de torná-los mais simples e ágeis e, dessa forma, melhorar a satisfação e experiência dos consumidores com o banco". O Banrisul, na quarta posição, não se manifestou e o Bradesco, quinto lugar, disse que desenvolve um programa intensivo de revisão de processos e sistemas. "Cada um dos registros dos clientes é cuidadosamente avaliado e todas as medidas necessárias são tomadas no sentido de melhorar a qualidade do atendimento e garantir maior satisfação dos clientes", informou.



Apesar do peso negativo que esse dado arrastará para 2017, a área econômica está confiante de que haverá crescimento já no primeiro trimestre do ano

comentários

O presidente do Banco Central, citou as reformas fiscais, microeconômicas e os investimentos em infraestrutura como parte do conjunto de medidas para a recuperação da economia

comentários

Bradesco está no topo da lista, com 2.617 reclamações em novembro e dezembro, de acordo com o BC

comentários