São Paulo, 23 de Abril de 2017

/ Finanças

Parceria entre Sebrae e BB simplifica a concessão de crédito
Imprimir

São quase R$ 9 bilhões em linhas de financiamentos direcionadas para micro e pequenas empresas

Uma parceria entre o Sebrae e o Banco do Brasil promete simplificar a concessão de crédito para as micro e pequenas empresas

O acordo entre as entidades vai colocar 310 consultores financeiros de instituições bancárias, que estavam aposentados, para orientar os empresários na obtenção de financiamentos. O projeto está sendo chamado de Senhor Orientador.

A ideia é que esses consultores deem início à fase operacional do programa Empreender Mais Simples, que disponibiliza cerca de R$ R$ 9 bilhões em linhas do Banco do Brasil para capital de giro. 

São previstos R$ 900 milhões por meio da linha Proger Urbano Capital de Giro, com recursos do Fundo do Amparo ao Trabalhador (FAT), R$ 7 bilhões da linha BNDES Capital de Giro Progeren e mais R$ 900 milhões do FCO Capital de Giro, para empresas que possuem atividade produtiva no Centro-Oeste.

Segundo pesquisa divulgada no ano passado pelo Sebrae, 83% dos micro e pequenos empresários não recorrem aos bancos quando precisam de crédito devido aos juros altos e à dificuldade para oferecer garantias.

Com o Empreender Mais Simples, a expectativa do Sebrae é de que 36 mil micro e pequenas empresas sejam atendidas até o fim do ano.

“O crédito pode ser a salvação de uma empresa. É preciso saber, contudo, usar conscientemente os recursos de terceiros e melhorar a gestão financeira do negócio para reduzir as chances de inadimplência. Obter crédito é uma operação complicada que envolve riscos, que precisam ser calculados. Ter consultores experientes do lado faz a diferença nesse processo”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

O acesso ao crédito está vinculado à disponibilização de garantias reais e recebíveis. Para isso, os empresários vão contar também com o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe). 

Com o fundo, empresas com faturamento bruto anual de até R$ 3,6 milhões podem obter garantias complementares de até 80% de suas operações. 

COMO OBTER O FINANCIAMENTO

O empresário interessado em obter crédito deve procurar o Sebrae em seu estado. Ele será encaminhado a um dos consultores credenciados no Senhor Orientador para realizar diagnóstico da empresa e avaliar se o financiamento é a melhor solução para o negócio.

A consultoria será presencial e remunerada, com duração de quatro horas. Cada consultor poderá atender até 210 empresas. 



A iniciativa vale para as empresas selecionadas no InovAtiva, programa de aceleração de startups

comentários

A proposta, em tramitação na Câmara, estabelece ainda a criação da Empresa Simples de Crédito, que poderá fazer empréstimo localmente aos empreendedores

comentários

Programa do Sebrae terá piloto em comunidades, como a de Paraisópolis (foto) e irá identificar moradores com perfil empreendedor, incentivar a formalização de pequenos negócios e promover capacitação empresarial

comentários