São Paulo, 25 de Julho de 2017

/ Economia

Varejo teve em dezembro passado sua maior queda histórica
Imprimir

É o que revela Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do IBGE, divulgada nesta quarta-feira (11), que revisou resultado de novembro de 2014

Queda nas vendas do varejo em dezembro é a pior histórica

A queda de 2,6% nas vendas do varejo em dezembro ante novembro foi o pior resultado da série histórica da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), iniciada em fevereiro de 2000, segundo divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já a queda de 3,7% no varejo ampliado no mesmo período foi a mais intensa desde setembro de 2012, quando o recuo foi de 10%.

Em relação ao resultado no ano, a alta de 2,2% no varejo restrito em 2014 foi o pior desempenho desde 2003, quando houve redução de 3,7% nas vendas. Em relação ao varejo ampliado, a queda de 1,7% acumulada no ano passado foi o pior resultado para a série histórica do indicador, que nesse caso teve início em 2004.

O IBGE revisou a taxa das vendas no varejo em novembro ante outubro, de 0,9% para 1,5%. O resultado de outubro ante setembro também foi revisto, de 1,3% para 1,1%. Já o varejo ampliado, que incluí as atividades de veículos e material de construção, teve a taxa de novembro ante outubro revisada de 1,2% para 1,7%, enquanto a de outubro ante setembro saiu de 1,9% para 1,8%, e a de setembro ante agosto passou de 0,8% para 0,7%.

 



O preço médio anunciado de venda e locação de imóveis comerciais recuou 0,10% em junho na comparação com maio, de acordo com levantamento da Fipe

comentários

A crise econômica gerou mudanças nos hábitos de consumo dos brasileiros, que aprenderam a pesquisar preços e transformaram presentes em lembrancinhas

comentários

De forma geral, os indicadores continuam em patamares melhores do que no ano passado, mas ainda aquém do desejável de uma economia em sua plenitude, de acordo com a Fecomercio

comentários