São Paulo, 29 de Maio de 2017

/ Economia

Prévia da inflação de 0,21% é a menor para abril desde 2006
Imprimir

O índice está abaixo do centro da meta de inflação do governo federal, que é 4,5%

A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo–15 (IPCA-15), registrou 0,21% em abril.

A taxa – apurada entre 12 de março e 12 de abril - é maior que o 0,15% da prévia de março, mas inferior ao 0,51% de abril do ano passado.

Esse é o menor percentual para os meses de abril desde 2006 (0,17%), segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 12 meses, o IPCA-15 acumula 4,41%, a mais baixa desde janeiro de 2010 (4,31%). O índice também está abaixo do centro da meta de inflação do governo federal, que é 4,5% (em um intervalo entre 2,5% e 6,5%).

Entre os principais responsáveis pela taxa de 0,21% de abril estão a saúde e cuidados pessoais, com inflação de 0,91%, e os alimentos, que tiveram aumento de preço de 0,31%, de acordo com a prévia do mês.

Ao mesmo tempo, os transportes, com uma deflação de 0,44%, e os artigos de residência, com queda de preços de 0,43%, ajudaram a frear a inflação de abril, colaborando para que ela fosse a mais baixa dos últimos 11 anos.

As demais classes de despesas tiveram as seguintes taxas na prévia de abril: habitação (0,39%), vestuário (0,44%), despesas pessoais (0,23%), educação (0,14%) e comunicação (0,18%).

FOTO: Thinkstock



O economista aceitou convite do presidente Temer e começa os trabalhos à frente do banco na próxima semana

comentários

O indicador teve alta de 0,21% no mês anterior, de acordo com o IBGE. Em 12 meses, o resultado ficou abaixo de 4%, após quase 10 anos

comentários

A taxa de desocupação no período foi de 13,7%, uma elevação de 1,7 ponto percentual em comparação com o quarto trimestre de 2016 (12,0%)

comentários