Economia

Após quatro altas, nível de atividade da indústria paulista tem queda em agosto


O empresário Paulo Francini, diretor da Fiesp, afirma que, apesar de negativo, o resultado não é preocupante diante do movimento de retomada da economia


  Por Agência Brasil 28 de Setembro de 2017 às 12:21

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria de transformação paulista apresentou queda de 0,6% em agosto, na comparação com o mês anterior, depois de quatro avanços seguidos.

Foram constatadas retrações de 1,7% nas vendas e de 0,5 ponto percentual no Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI). Já as horas trabalhadas na produção permaneceram estáveis.

Os dados são da pesquisa do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp).

Por meio de nota, o diretor do Depecon, Paulo Francini, explicou que, apesar de negativo, o resultado não é preocupante porque há um movimento de retomada da economia.

“Não significa que a tendência de crescimento não será mantida. Apesar de ainda lenta, a economia está em recuperação”.

Entre os setores com bom desempenho em agosto estão a indústria de produtos farmacêuticos, com crescimento de 1,5% na produção e alta nas vendas de 7,8% e a indústria automobilística, com aumento de 4,7% nas horas trabalhadas e de 6,6% nas vendas.

Em posição oposta, o setor de celulose, papel e produtos de papel recuou 2,1% com queda de 2,4% nas vendas.