São Paulo, 17 de Janeiro de 2017

Resta, pois, à cidadania brasileira, sem um Cristo que dela se compadeça, evocar o imemorial Tupã dos trovões e partir outra vez pras ruas.

comentários

Um grande momento nacional de reforma moral e resgate de valores já se vislumbra e não podemos perder esta oportunidade histórica.

comentários

A questão cultural é o maior gargalo para a afirmação de uma cidadania empresarial capaz de mudar nossa inescrupulosa cultura política de corrupção e impunidade

comentários

Se não deixarmos nossa miopia política de lado e afastarmos nossos preconceitos de classe, não vamos prosperar numa aliança estratégica e soberana sobre o baixo clero da política

comentários

Precisamos de uma verdadeira elite de cidadãos autônomos que não aceita o discurso de que, para alcançarmos uma utópica e perversa "igualdade social" - ou "justiça social" - é preciso sacrificar as liberdades individuais

comentários

O que esperam os empresários, através de suas associações, para também integrar em massa o coro dos cidadãos pela saída da presidente recordista de números negativos não só na esfera econômica, mas também na social e na política?

comentários

As pessoas começam a fazer o nexo entre corrupção e a má qualidade dos serviços públicos no Brasil, primeiro passo para termos mais e mais cidadãos conscientes de seu papel inescapável de responsabilidade política

comentários

Retorno à velha questão: por que é tão difícil no Brasil se organizar a dita sociedade civil organizada?

comentários

Para tanto, é fundamental a atuação conjunta de uma verdadeira elite de cidadãos das mais diversas áreas. E preferencialmente na mídia, pois o tempo urge

comentários

Cotidianamente, toma-se alhos por bugalhos e, na corrida insensata pelo novo e sua audiência, o jornalismo se exime da responsabilidade que a sua liberdade de expressão exige

comentários

1 2 3